Helpful Content: Saiba porque o Google limitará a aparição de conteúdos de baixa qualidade?

A mais recente atualização do Google promete dar mais importância nas pesquisas a conteúdos que atendam as necessidades dos usuários. Isso não é uma surpresa, pois como buscador mais utilizado no mundo, o Google está em constante atualização.

No dia 5 de dezembro, o Google anunciou a implementação de um novo algoritmo, o Helpful Content System (HCS), deixando claro a preocupação da empresa em entregar os melhores conteúdos para responder às dúvidas dos usuários.

A atualização anterior, o Helpful Content Update, feita em agosto, só chegou para sites de língua inglesa, mas o HCS pretende afetar a internet globalmente.

Profissionais de marketing digital e SEO são impactados diretamente por essas mudanças, então é preciso entendê-las para entregar o melhor trabalho possível.

Sua empresa de display de chão personalizado deve saber que é dessa forma que se conquista a tão sonhada relevância, autoridade e ganho de tráfego orgânico.

O que é o Helpful Content System?

O novo algoritmo do Google tem como objetivo entregar na SERP, a página de resultados de uma pesquisa, os conteúdos mais originais, relevantes e úteis para a dúvida do usuário.

Pode-se entender que sua prioridade seja entregar vídeos e textos que cumpram esses requisitos da maneira mais completa possível.

Preocupado com conteúdos de baixa qualidade, com a priorização por matéria ricos em informações e que agregam valor, o Google pretende filtrar e até mesmo rebaixar conteúdos que não sejam úteis ou sejam escritos por inteligência artificial.

Dessa forma, o Google visa garantir que analistas de conteúdo e redatores foquem seus esforços em conteúdos que atendam as necessidades do usuário.

Na prática, isso significa que não adianta escrever um conteúdo sobre “logitech meetup” se você não sabe nada sobre o assunto, por exemplo.

O buscador não vê problemas em conteúdos que estejam otimizados para SEO, lembrando sempre que prioridade sempre será o usuário, valorizando conteúdos que expressam a vivência, a experiência e autoridade do escritor.

Como entender o algoritmo?

O conteúdo de um site é um importante fator de ranqueamento para o Google. Após a implementação do HCS nos bots do buscador que fazem a leitura e o rastreio dos sites, irão identificar as páginas que não oferecem valor ao usuário.

Isso significa que as páginas que estão adequadas e que apresentam conteúdos de valor terão maior destaque e melhores posições na SERP.

Já o conteúdo que não entrega nada será relegado às piores posições. Sua empresa de locação de impressoras deve saber que apenas 30% dos usuários acessam a segunda página de pesquisa, e 5% acessam a terceira.

É preciso estar atento, pois mesmo conteúdos bons em sites que normalmente tenham conteúdos pouco acessados, sem valor e artificiais, podem ser prejudicados. Você deve ficar atento ao tráfego do seu site, que pode sofrer alterações durante o processo de implementação do HCS.

Como criar conteúdo confiável e útil para os seus clientes?

Criar conteúdos úteis e originais é essencial para uma marca, pois são eles que irão atrair os usuários para seu site, aumentando o tráfego orgânico e a possibilidade de torná-los novos leads ou clientes de sua empresa.

Então você deve estar se perguntando como criar um conteúdo que o Google considere útil e confiável. Isso não tem uma resposta simples, mas o próprio Google deu algumas dicas de elementos que podem ajudar a performar bem nas pesquisas atingindo os requisitos do algoritmo.

Conteúdo de qualidade

Sua empresa de teclado de membrana já deve ter entendido que o Google irá prezar por conteúdos de qualidade.

No entanto, qualidade é um atributo muito subjetivo, pois cada um tem uma opinião diferente. Alguns critérios indicados pelo buscador para considerar que um conteúdo tenha qualidade são:

  • Ser rico em informações;
  • Contar com relatos, pesquisas e infográficos originais;
  • Se se basear em outra fonte, acrescente informações ricas;
  • Evite manchetes sensacionalistas e mentirosas;
  • O Google não gosta de conteúdo clickbait.

Com essas orientações podemos aprender que o buscador deseja que os criadores de conteúdo apresentem experiências reais, dentro do nicho em que são especialistas.

Ou seja, se você não tem experiência com serviços de soldador, não faça um site ou conteúdo dando dicas sobre esse assunto.

É importante se colocar no lugar do usuário que busca essas informações. Pense em sua frustração quando encontra em sua página um conteúdo igual ao de outra página que ele visitou.

Visando instruir melhor os criadores de conteúdo e profissionais de marketing, o Google criou um Guia de Boas Maneiras, onde ele esclarece os tópicos necessários para um bom conteúdo, sempre com o objetivo de entregar a melhor experiência ao usuário.

Seja um especialista em seu campo de atuação

O Google também avalia os conteúdos por meio do EEAT, que tem como foco quatro pilares: Experiência, Expertise, Autoridade e Confiabilidade. Trata-se de um conjunto de diretrizes que avaliam um conteúdo online.

Antes de escrever um conteúdo, é importante se fazer algumas perguntas, começando por “eu sou um especialista ou entusiasta com um bom conhecimento sobre o tema?”.

Questione-se também se seu texto será feito com base em informações confiáveis, com fontes claras, conhecimento especializado e dados sobre o autor ou site da publicação.

Sua empresa de inspeção de caldeiras deve verificar se o site onde o conteúdo será publicado é confiável ou uma autoridade no assunto e se o conteúdo está com erros factuais que podem ser verificados facilmente.

O Google deixa claro a importância de pessoas com experiências reconhecidas e comprovadas no tema sejam as que irão escrever sobre ele, e isso está relacionado ao primeiro “E” dos quatro pilares, a Experiência.

Isso vale tanto para um conteúdo sobre o uso de uma nova ferramenta ou de dicas de viagem. E se aplica principalmente a temas relacionados a áreas sensíveis, como a saúde, por exemplo.

Para mostrar que você é especialista em algo, principalmente se tratando de um site, você pode implementar alguns pontos como uma página de autor com uma descrição das suas atribuições.

O primeiro passo é fornecer o máximo de informações e prova social. Também é possível ganhar autoridade por meio de um bom trabalho de Link Building e Digital PR, participando de textos e pautas que fortaleçam o seu nome ou site como um especialista no assunto.

Apresentação e produção de um conteúdo

Sua empresa de projeto eletromecânico deve saber que outro ponto importante para o buscador é como um conteúdo é produzido e apresentado ao usuário em um site, de forma que o Google avalia pontos como:

  • Erros ortográficos;
  • Desleixo no conteúdo;
  • Descaso em sua produção;
  • Se o conteúdo abrirá perfeitamente em dispositivos móveis;
  • Quantidade de banners e anúncios que atrapalham a experiência.

A dica é não escrever seus conteúdos com pressa, sem dar atenção aos detalhes. Além disso, acompanhe o Google Search Console para verificar como anda a experiência do usuário em seu site.

Foque nas pessoas, não no Google

Esse é o critério mais importante, pois como produtor de conteúdo ou analista, sua prioridade na hora de criar um texto deve ser atender uma dúvida do usuário.

Alguns podem se perguntar se não se deve otimizar o conteúdo. O fato é que, como dissemos, o Google não vê problemas em textos otimizados para SEO.

No entanto, escrever um conteúdo focado somente em sua performance na SERP não irá trazer nenhum benefício para seu site.

Antes de começar um novo texto, faça perguntas como “O conteúdo fala diretamente com o público-alvo do seu site?”, “O conteúdo será produzido por alguém que tenha experiência ou seja uma autoridade no assunto?”.

Pense se a pessoa que ler o seu conteúdo terá sua dúvida sanada, tendo uma experiência agradável ao lê-lo. Se a resposta para essas perguntas for “sim”, certamente você está no caminho certo para estar bem posicionado na SERP.

Outra forma de tornar o conteúdo publicado por sua empresa de teste de estanqueidade empresas mais focado nas pessoas, é respondendo às dúvidas que surgem na FAQ, a parte da SERP voltada para as perguntas frequentes.

Como se tratam das perguntas que os usuários mais fazem, vale a pena você posicionar seu site como a solução para essas dúvidas.

Considerações finais

Com a leitura deste artigo você pode perceber que o objetivo do Google é entregar cada vez mais resultados fiéis aos usuários. Dessa forma, produzir bons conteúdos que coloquem o leitor em primeiro lugar é algo essencial. Aprendemos aqui que um bom conteúdo deve:

  • Não se afastar muito do tópico principal;
  • Ter experiência no tópico em primeira mão;
  • Focar e se especializar em apenas um nicho;
  • Providencie todas as respostas às perguntas do usuário;
  • Não negligencie a experiência do usuário em seu site;
  • Não responda uma pergunta que não possua resposta confirmada.

A última dica é ficar sempre de olho no Guia de Boas Diretrizes do Google, se mantendo sempre atualizado com as melhores práticas que o buscador exige.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

× Orçamento via Whatsapp